Brasil Nintendo Showcase 22/11/2013

Antes de continuar com a maratona NSMB, queria falar um pouco sobre a Brasil Nintendo Showcase, um evento organizado pela Gaming do Brasil no Espaço Imperatriz, na Vila Mariana, São Paulo – SP. O evento ocorreu nos dias 22 e 23 de novembro de 2013 e tinham como objetivo promover as principais novidades da Nintendo para o país, como o aguardadíssimo lançamento do Wii U no Brasil de forma oficial, além dos grandes jogos para a temporada de fim de ano, como Super Mario 3D World para Wii U, The Legend of Zelda: A Link Between Worlds e Mario Party Island Tour para 3DS, além de, claro, o Wii U em si.
Neste texto eu só irei falar sobre o dia 22, que foi o único dia que eu fui. O local do evento em si era bem espaçoso, preparado para receber várias pessoas, haviam dezenas, DEZENAS de estações de demonstração do Wii U, oito delas contendo o novíssimo Super Mario 3D World, também haviam dezenas de estações do 3DS contendo os jogos do momento porém só duas unidades contendo Zelda ALBW para jogar, e infelizmente fiquei sem testar o jogo por causa disso, por último e não menos importante havia também uma parede de escalada para quem quisesse incorporar o Cat Mario e faturar alguns brindes.
Antes de dar impressões sobre o 3D World, vou falar uma coisa agora, o ambiente era CONFORTÁVEL!! Estou falando muito sério aqui, este é disparado o evento mais caprichado que eu já fui esse ano, o lugar era limpo, haviam banquetas e puffs para se sentar por todo lado, posters e mais posters de jogos Nintendo adornando o local, Nintendetes apresentando os convidados às demos, minitorneios à toda hora (em um deles, faturei um estojo para 3DS XL do Luigi’s Mansion. Mas sabem qual foi a melhor parte de tudo isso? A ENTRADA ERA FRANCA!! FRAN-CA!! Nada de desembolsar dinheiro, nada de imprimir ingresso e aguentar 2 horas de fila, foi um evento de portas abertas aonde você só entrava e se divertia em um espaço super aconchegante com grandes chances de sair com brindes. Com isso dito, sim! Eu achei esse evento melhor que a BGS inteira. E eu definitivamente não estou exagerando, nem sendo fanboy.

SUPER MARIO 3D WORLD – IMPRESSÕES

Em primeiro lugar, o jogo é facílimo de se pegar e jogar e é divertidíssimo, ele literalmente se controla como um Mario 2D, um botão para pular, outro para correr (e realizar ações diversas, dependendo do power-up) e um analógico para mover o personagem. A tela do Game Pad, assim como em Rayman Legends, serve para interagir com a fase em si, coisas como controlar plataformas, atordoar inimigos, revelar blocos invisíveis, quebrar caixotes e até assoprar inimigos menores com o microfone são possíveis. Em termos de multiplayer, o jogo é acessível no departamento de controles também, é possível jogar com o Pro Controller e Wiimote na horizontal, há rumores de que também suporta o Nunchuk e/ou o Classic Controller, mas não tenho certeza destes. Jogar com o Wiimote na horizontal não é de todo ruim, mas não é nem um pouco natural, especialmente em um jogo de movimentação 3D com gráficos HD, com o Game Pad (e certamente com o Pro Controller também) a experiência é mais natural e mais confortável. Graficamente falando, o jogo é resplendoroso, texturas, shaders e efeitos de iluminação por todo o lugar para a alegria dos tarados por gráficos, a Nintendo sempre fez questão de entregar jogos bem polidos esteticamente no máximo do possível, e com este certamente não é diferente.
Eu darei mais impressões quando fizer um review completo.

MEETUP COM CHARLES MARTINET

Cheguei no local do evento 5 minutos antes da atração principal, o palco com várias cadeiras tinha iluminação nas cores vermelho e azul, além de um gigantesco poster da turma do Mario, um monitor ao lado mostrando diversos trailers e pessoas fantasiadas de Mario, Luigi e Donkey Kong para tirarmos umas fotografias e sermos crianças por pelo menos uns 5 minutos. Inicialmente fomos saudados por ninguém mais ninguém menos que Luciano Amaral, apresentador do programa MOK na PlayTV (mas que para sempre será o Lucas Silva e Silva do Mundo da Lua para mim).

Além desta figuraça da minha infância, também esteve presente o gerente geral da Gaming do Brasil e, óbvio, Charles Martinet, o dublador de Mario e cia. em pessoa. O que eu não esperava é que ele fosse aparecer do meu lado!

A foto acima está horrível, eu sei, mas eu tirei ela na empolgação e susto total!!

Como de costume, ele saudou os fãs com performances, falando algumas coisas em português, e então começou a distribuir autógrafos. Só quando você conhece uma pessoa responsável por algo que você gosta muito (no meu caso, duas), fica evidente o quão incríveis essas pessoas são. Charles Martinet é educado, falante e brincalhão, Luciano Amaral, que ficou organizando boa parte das gincanas entre cada intervalo da seção de autógrafos, também é educado e adora falar com os fãs. Se eu pudesse apontar agora o dia mais proveitoso da minha vida, não só como fã da Nintendo, mas como ser humano mesmo, este dia seria 22 de novembro de 2013!

Saí do evento por volta das 4 horas da tarde, mas com um sorriso de uma orelha a outra estampado na face. Vou comprar Super Mario 3D World com certeza e farei o possível para frequentar mais eventos assim. Parabéns à Gaming do Brasil pelo excelente evento!

Anúncios

Um pensamento sobre “Brasil Nintendo Showcase 22/11/2013

  1. Eu fui e curti.

    Nintendetes maravilhosas em todos os sentidos. Fingia que era retardado em gaems só pra elas me instruírem com cuidado e tals.

    Charles era engraçado. Ele parecia o Sérgio Mallandro, mas em vez de Salsi Fufu, Ié Ié e Glu Glu aleatoriamente no meio das frases, ele soltava as frases icônicas dos personagens que dubla.

    Eu gostei bastante do espaço e dos Wii U’s em disposição. Só acho que tinha estações demais com Super Luigi/Mario Bros U e podiam ter dado uma diminuída. Wonderful 101 só consegui jogar depois de esperar muito os manos decidirem cansar de jogar (não me culpo) porque tinha só 2 estações. Super Mario 3D World tinha várias estações e estavam sempre ocupadas, mas o bom é que tinha certo rodízio, então era só rodar um pouco (e era um jogo excelente, pelo pouco que joguei, com potencial para ser o melhor de todos os Mario em 3D).

    E tinha os minitorneios com vários jogos da Nintendo. Ganhei um de Pokémon X/Y e de prêmio, uma case pra 3DS do Luigi’s Mansion por ter chegado à final e um boneco do Koopa por vencê-la. Acertei um quiz também e ganhei um boneco de pelúcia do Toad. Claro, tinha os pôsteres que você ganhava só por estar lá e testar os jogos e o pôster assinado do Charles.

    Eu fui e pretendia ficar até a hora do almoço, mais ou menos. Cheguei às 11h e ia embora às 2 e pouco, no máximo três. Quando me dei conta, já eram cinco horas da tarde. O tempo passou muito rápido. Realmente, quero mais eventos assim. De preferência, um por ano seria maneiro. E que tragam o grande Reggie para dar uma conferência sobre o futuro da Nitnendo no Brasil ou ao menos dar um salve pra galera.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s