Super FOG vs. DuckTales Remastered

Introdução:
Aí vem o furacão
Vem emoção
Tem corrida e avião
Tem sensação

Velhos castelos… belos duelos

DuckTales WOO HOO
São os caçadores de aventuras, WOO HOO
Todos eles são grandes figuras

Nossos amigos enfrentam
Mas há perigos que afugentam
Tudo isso acontece em…

DuckTales WOO HOO
São os caçadores de aventuras, WOO HOO
Todos eles são grandes figuras
Por isso a garotada só quer DuckTales!!

Se você é nascido em meados dos anos 80 como eu, você certamente já escutou e cantou essa abertura uma centena de vezes todas as manhãs no SBT. O que alguns podem não saber é que na época a Capcom fez dois jogos sobre as aventuras do Tio Patinhas e os seus sobrinhos Huguinho, Zezinho e Luizinho aonde você derrotava chefes e coletava tesouros enquanto viajava pelo mundo.
O primeiro jogo foi um sucesso e décadas depois, a Capcom, em parceria com a produtora WayForward Technologies (Contra 4, Shantae, trilogia Mighty), decide refazer o jogo do zero empregando áudio remasterizado, fases refeitas com gráficos poligonais e sprites desenhados à mão que imitam fielmente o design dos personagens originais do desenho animado, e de quebra empregando atuações de voz com um elenco composto pelos dubladores originais do desenho nos EUA. Como este tributo à infância de muitos gamers se saiu no meu conceito? Continue a ler e divirta-se!

O jogo em si: Em termos de level design e gameplay, o jogo é uma tradução 1:1 de sua contraparte em 8 bits, as diferenças que se saltam à vista além da gritante evolução visual é que desta vez o jogo tem elementos de história, você conta com diálogos dublados (pelos atores originais do desenho animado… em inglês) entre os personagens recorrentes na série, como Capitão Boeing, Professor Pardal, os sobrinhos Huguinho, Zezinho, Luizinho e Patrícia, o seu contador Patralhão que se transforma em Robô Pato, além de enfrentar os vilões do desenho também, estão aqui os Irmãos Metralha, a Maga Patalógica e o Pão Duro Mac Money (só para constar, me recuso a citar seus nomes em inglês). E para nós, saudosistas da dublagem, o jogo vem traduzido e com legendas em português, mantendo todos os nomes usados aqui.
Além dos elementos de história e diálogos, o jogo conta com inéditas fases introdutória e final, e o level design das demais fases recebeu uma ênfase maior em exploração do que no jogo original, algumas fases agora poderão requerer que você colete determinados objetos em ordem de proseguir, mas não se preocupe, não é algo que grite descaracterizado à primeira vista, na realidade, pra quem já jogou o original no NES nem sentirá a diferença. Você continuará a coletar pedras preciosas e caçar segredos nos lugares mais escondidos possíveis.

Gameplay: Assim como no jogo de NES, Tio Patinhas é capaz de usar a bengala como um pula-pula para pular nos inimigos e passar por cima de espinhos e como um taco para lançar pedras e mover objetos, seu objetivo continua sendo coletar pedras preciosas espalhadas pela fase e aumentar sua cifra de dinheiro, o barato disso é que essas pedras podem aparecer em qualquer lugar que você tenha passado antes e em cantinhos que você nunca desconfia de nada, o jogo tenta passar uma sensação constante de recompensa e faz isso muito bem, ao final de cada fase há um chefão que ao ser derrotado libera o tesouro que adiciona mais um milhão de “dinheiros” à sua carteira, você pode usar suas cifras arrecadadas para destravar certos itens de coleção como artworks, backgrounds e músicas (NSMB2, eat your heart out!!*)
As fases são as mesmas cinco do original: Amazônia, Transilvânia, Minas Africanas, Himalaias e a Lua, dentre as novidades, temos agora uma fase de introdução na icônica Caixa Forte do Tio Patinhas e uma novíssima fase final que substitui o replay da Transilvânia no jogo de NES, os chefes em si tiveram suas estratégias todas refeitas e todos contem algum novo truque na manga para surpreender os novatos.

Apresentação: É neste aspecto que a palavra Remastered do título acha o seu sentido e o jogo atinge o seu ápice, embora o level design tenha sido refeito com gráficos poligonais, a estética consegue imitar o desenho à mão e, combinado com as devidas saturações de brilho e cor, o resultado é impressionante, como se não bastasse, os sprites dos personagens foram fielmente desenhados e animados como no desenho, magnífico! Combine tudo isso com a atuação de voz com os atores originais e será exatamente como se você estivesse assistindo à um episódio perdido da série animada. Tem como ser melhor que isso?
As músicas também são outro show à parte, todas as músicas foram refeitas e adaptadas aos tempos modernos sem perder a essência das originais e fazendo uma excelente manutenção da atmosfera que tentam passar em cada fase.

Replay e Desafio: Como citado anteriormente, todas as pedras preciosas e tesouros que você coleta valem dinheiro, que pode ser usado para desbloquear itens na galeria. E como “charme” para os saudosistas, o jogo ainda te permite a entrar no cofre da caixa forte e fazer o Tio Patinhas literalmente nadar na sua grana, assim como na abertura do desenho.
O jogo oferece três níveis de dificuldade: Fácil, que te dá vidas infinitas e checkpoints em todo o lugar; Normal, que é a experiência mais regular que você terá com o jogo; e Difícil, aonde você está sempre no modo Hard Pogo (aperte para baixo + Y antes de tocar o chão para usar o pula-pula). Jogar em dificuldades maiores te dá pontos bônus que aumentam sua quantidade de dinheiro.
Uma vez terminado o jogo você tem a possibilidade de rejogar a fase que quiser para coletar mais dinheiro e destravar os itens que faltam na galeria, além de ter acesso à trilha sonora original do jogo de 8-bit, e caso queira aumentar ainda mais a sensação de estar jogando o original, uma atualização foi disponibilizada e adiciona a opção de eliminar as cutscenes automaticamente.

Veredito: Seja conhecendo ou não o jogo original, DuckTales Remastered é absolutamente recomendado à todos os fãs de platformers 2D e especialmente fãs de DuckTales saudosistas como eu mesmo. Este jogo, aliado aos trabalhos anteriores da WayForward, me permite classificá-los facilmente como os reis do 2D moderno!

score95

Ficha Tecnica:

Plataformas: Wii U, PlayStation 3, Xbox 360 e PC via Steam
Versão analisada: Wii U via Nintendo eShop
Ano de lançamento: 2013
Jogadores: 1

*Eat your heart out: expressão que significa que alguém consegue fazer algo melhor que outro.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Super FOG vs. DuckTales Remastered

  1. Jogo muito bom. Pena que faz mais de uma década que joguei ele, e não lembro tão bem. Mas eu senti assim mesmo uma ponta de nostalgia. E mandou bem no review. Bem honesto e direto. Só que foi jogo baixo colocar essa letra da música.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s