Super FOG vs. Super Smash Bros.

Introdução: O ano é 1999, o Nintendo 64 vivia o ápice de sua biblioteca tendo à disposição jogos memoráveis como Super Mario 64, GoldenEye 007 da saudosa Rareware, o épico The Legend of Zelda: Ocarina of Time, entre muitos outros. Enquanto isso, um pequeno time de desenvolvedores na subsidiária HAL Laboratory liderada pelo criador de Kirby, Masahiro Sakurai, dava vida à um projeto sem grandes pretensões e planejado para ser lançado somente no Japão, o jogo baseava-se em um protótipo desenvolvido para o SNES que usaria o chip Super FX de um jogo de luta com quatro personagens simultâneos, posteriormente o jogo foi portado para o N64 para tirar proveito da melhor capacidade gráfica e das características únicas do console, como a alavanca analógica e o suporte à quatro jogadores. Sakurai decidiu usar personagens das franquias Nintendo para formar o conjunto de lutadores com a intenção de dar uma melhor atmosfera para o jogo que seria lançado para um console caseiro. O jogo teve baixíssimo orçamento e marketing pequeníssimo, foi lançado em janeiro de 1999 no Japão e, para a surpresa de todos, a idéia de colocar Mario, Link, Kirby e Pikachu para lutarem em um campo de batalha foi um tremendo sucesso, assim encorajando o lançamento em outras partes do globo, chegando às Américas em abril de 1999. Durante todo o ciclo de vida do N64, Super Smash Bros. vendeu cerca de 5.5 milhões de cópias, tornando-se um dos jogos mais vendidos do console, mas qual é a fórmula para tanto sucesso?

As regras do jogo: Uma das características da série são suas regras de combate, aqui não temos uma barra de vida e nem sequências longas e complexas de botões, no lugar disso nós temos uma porcentagem que cresce conforme se leva mais dano e comandos que em sua maioria só combinam um botão e uma direção, os personagens podem andar e correr para os dois lados, dar um salto duplo ao se apertar para cima, realizar ataques normais com o botão A, ataques especiais com o botão B, agarrões e arremessos com o botão R e se proteger com o gatilho Z, mas a variedade está nas combinações com as direções da alavanca analógica. Só com o botão A podemos executar um ataque normal sem nenhuma direção, três ataques mais fortes ao se apertar A mais para cima, para os lados ou para baixo, cinco ataques aéreos ao se apertar A no ar e combinando com as direções, três ataques especiais com o botão B sem nenhuma direção, para cima ou para baixo e por último os smash attacks, que são feitos ao se apertar A mais alguma direção ao mesmo tempo, podendo ser feito em três direções.
O objetivo do jogo é aumentar a porcentagem de dano do seu oponente de forma que ele comece a voar cada vez mais alto com os ataques e seja mandado para fora da tela, perdendo uma vida. Cada personagem possui ataques e atributos diferentes, e além de suas próprias capacidades de luta, personagens podem usar diversos itens que aparecem esporadicamente no campo de batalha, cada qual com seu próprio método de utilização. Até quatro jogadores podem lutar simultaneamente, sem divisão de tela.

Personagens e Fases: A marca registrada da série, esta primeira interação conta com um elenco de 12 personagens, sendo 4 deles secretos, convenientemente organizados por data de criação: Mario e Donkey Kong (1981), Link da série Zelda (1986), Samus de Metroid (1987), Yoshi de Super Mario World (1991), Kirby (1992), Fox de Star Fox (1993) e Pikachu de Pokémon (1995). Não só os personagens, os estágios de batalha são pequenas recriações do universo de cada um destes lutadores especiais, você e seus amigos lutarão no Castelo da Peach, Kongo Jungle de DK Country, Hyrule Castle de Zelda OoT, Planeta Zebes de Metroid, Yoshi’s Island, Dream Land de Kirby, Sector Z de Star Fox 64 e nos prédios de Saffron City de Pokémon, cada fase possui diferente layout de plataformas e mecânicas que podem mudar o rumo de uma luta.
Adicionalmente, o jogo te permite fazer batalhas de quatro jogadores cada um por si, 1×1, 2×2 e até 3×1, por limite de tempo ou vidas, batalhas contra jogadores humanos ou CPUs de níveis 1 à 9.

Single-Player: Sendo um jogo de apelo estritamente multiplayer, Super Smash Bros. pode não ser o jogo que você passe a maior parte do tempo jogando sozinho, o jogo conta com um modo de um jogador bastante similar ao de jogos de luta comuns, derrote um oponente e avance para o próximo estágio, um modo de treinamento aonde você pode praticar o uso do seu personagem favorito e testar alguns itens individualmente, além de dois minigames baseados nas fases bônus do modo single-player principal. A linearidade do modo de um jogador pode cansar rápido devido à não-aleatoriedade dos oponentes, eles são sempre enfrentados na mesma ordem, independente do personagem escolhido, mas aos ávidos em bater recordes de pontuação nas dificuldades mais altas não devem considerar isso um grande problema.

Extras: O jogo conta com alguns poucos elementos destraváveis, que incluem 4 personagens, uma fase, um Sound Test e uma opção que te permite controlar a aparição dos itens nas partidas. É importante lembrar que destravar estes itens não é como em outros jogos que normalmente são “processos mecânicos” de completar tal modo em tal dificuldade ou tal tempo, este jogo propõe algumas condições interessantes para desbloquear os extras, coisa que foi aplicada nos jogos subsequentes e que eu as listarei no final de cada review da maratona depois da nota.

Veredito: Este é Super Smash Bros. para Nintendo 64, um jogo de premissa simples porém capaz de oferecer inúmeros níveis de diversão seja para um ou quatro jogadores, sua quantidade enorme de variáveis torna cada partida única e imprevisível, e os personagens da Nintendo são a chave para o sucesso devido ao apelo que eles exerceram para o jogo. O single-player pode não durar muito, mas quando se tem amigos e quatro controles, a jogatina pode passar horas e horas de diversão em grupo!

score85

Lista de extras

Luigi: Complete o Bonus 1 Practice (Break The Targets) com todos os oito personagens iniciais

Captain Falcon: Termine o 1P Game em qualquer dificuldade em menos de 20 minutos

Ness: Termine o 1P Game na dificuldade Normal e com somente 3 vidas

Jigglypuff: Termine o 1P Game em qualquer dificuldade

Mushroom Kingdom: Termine o 1P Game com todos os oito personagens iniciais

Item Switch: Jogue 50 partidas

Sound Test: Termine os Bonus 1 e 2 Practice (Break The Targets e Board The Platforms) com todos os 12 personagens do jogo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s