2 anos de Wii U

Hoje é dia 18 de novembro de 2014, o Wii U completa 2 anos de lançamento. Você pode ler meu review original . Embora o console ainda esteja amargando a baixa quantidade de 7.2 milhões de unidades vendidas, o console da Nintendo recebeu muitos jogos de qualidade neste espaço de tempo, o console mais uma vez confia unicamente em seus excelentes softwares first party para atrair consumidores, só em 2014 nós recebemos Donkey Kong Country Tropical Freeze, Mario Kart 8, Hyrule Warriors, Bayonetta 2 (que vem com Bayo 1 incluso) e neste dia 21 de novembro receberá o aguardadíssimo Super Smash Bros. For Wii U, fechando o ano no dia 5 de dezembro com Captain Toad Treasure Tracker.

Como um console da Nintendo (que as pessoas compram pensando no software first party), o Wii U é excelente e está muito bem servido, inclusive posso dizer que supera facilmente a biblioteca first party do PS4 e Xbox One tanto em qualidade quanto em quantidade, claro, podia ser ainda melhor se víssemos mais franquias e gêneros, porém sabemos que estarão à caminho, em 2015 o Wii U recebera Splatoon, um jogo de tiro em terceira pessoa com mecânicas baseadas em paintball, será também a terceira nova IP que a Nintendo lança no console (ao lado de Nintendo Land e The Wonderful 101), também chegará em 2015 jogos como Xenoblade Chronicles X, Devil’s Third, Kirby’s Rainbow Curse e o novo The Legend of Zelda.

Quanto ao Game Pad, ele está alí cumprindo sua obrigação de ser o controle principal do Wii U, eu ainda aprecio sua empunhadura e posicionamento de botões, a sensibilidade da touch screen, a super precisão dos sensores de movimento, assim como eu ainda critico a curta duração da bateria e o seu tamanho exagerado. Por fora do Game Pad, o Wii U ainda conta com seu incrível suporte à quatro controles diferentes, e friso de novo que esse é o melhor recurso que um console deve oferecer! Ter a liberdade de escolher com qual controle você quer jogar é algo importantíssimo nos dias de hoje, e é por isso mesmo que Super Smash Bros. for Wii U será lançado junto à um adaptador para controles de GameCube, já que este controle é muito querido por jogadores da série, porém há o fato de que o adaptador só funcionará com Smash Bros., e isso soa muito decepcionante à primeira vista, entretanto há sempre a esperança de que mais jogos recebam suporte ao adaptador no futuro.

Também será lançado junto de Smash, a novíssima plataforma NFC da Nintendo, a linha Amiibo de bonecos interativos que, além de serem usados no leitor NFC do Game Pad para interagir com jogos de Wii U, também poderão ser usados no futuro portátil New Nintendo 3DS (à ser lançado em algum momento de 2015). E para ser honesto, eu não sou um grande fã das traquitanas, talvez eu compraria um para decorar a minha estante (assim como eu vejo muita gente na gringa a fora querendo fazer o mesmo, e também combinado com o fato de que eu odeio acessórios) mas eu não me vejo interessado em querer um deles ou todos eles com o objetivo de interagir com os meus jogos, simplesmente porque eu gosto de me divertir com aquilo que os jogos já me oferecem no momento que eu os ponho no meu console, especialmente porque todas as funcionalidades que os Amiibo ativam nos jogos seriam muito mais interessantes de se ver como destraváveis ou algum modo especial, eu até perdoo alguns casos considerando o fato de que somente Super Smash Bros. for Wii U foi desenvolvido com os bonecos em mente, tendo por consequência o melhor uso do Amiibo mostrado até agora desde a E3, aonde foram originalmente apresentados.

Atualmente, o Wii U é o console que eu mais venho suportado desde o dia que eu comprei, já tenho 12 jogos, tenho dois Pro Controllers que uso para jogar multiplayers com amigos e primos e seis títulos de Virtual Console, não é necessário dizer que estou empolgadíssimo com Smash Bros. que será lançado sexta feira, estou ansioso pelo futuro do console em 2015. E por mais que o Wii U venha carecendo de um bom suporte third party e é constantemente criticado internet a fora, eu estou feliz com o meu console, minha única preocupação são os jogos.

Anúncios

5 pensamentos sobre “2 anos de Wii U

  1. Cara, Wii U também o console que mais me agrada da nova geração. Desses dois anos já estou com 21 jogos (sendo 10 de thirds) e mais alguns jogos do Eshop. Espero que no futuro thirds os vejam de um modo melhor que o de agora, que o console está para ser um diferencial, e (sim) é um console potente.

    Aguardo muito a continuação de Xenoblade, já que o primeiro foi mítico. *-*

  2. É o melhor console da atual geração. Pra que Thirds se os jogos da propria empresa dão de mil a zero neles.

  3. Um aviso ao meu amiguinho fake que paga de professor Pasquale: Quer tanto que eu não delete seus posts? Poste com um e-mail válido e nome de verdade que eu não deleto, não quero istas poluindo meu blog, e quero saber quem o lê também.

  4. Eu gosto demais do Wii U, gosto demais. E eu gosto muito de jogar com o GamePad, seja ele utilizado em sua potência total ou não. Já me acostumei com ele e jogo até Tropical Freeze nele, mesmo com a tela desligada, porque sinto o Pro Controller muito leve depois de ficar bons dois anos jogando só com o GamePad. Entendo os “problemas” que o Wii U enfrentou, mas acho que ele tá vivendo uma época boa, e 2015 tem tudo pra ser ainda melhor.
    Vida longa, sempre :3

    • Eu só uso o Pro Controller pra jogar Bayonetta, Donkey Kong e DuckTales, de resto é o Game Pad sempre 😉 Eu reclamo do tamanho mas a minha mão cai como uma luva nele, meus dedos conseguem alcançar todos os botões sem nenhum esforço.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s