Onde está a verdadeira Ubisoft?

Hoje eu vou falar sobre um assunto que eu queria ter discutido há muito tempo, a decadência da Ubisoft. Passando por jogos de baixa qualidade, sequências anuais de jogos que ninguém mais suporta e, claro, o abandono do suporte a Nintendo baseado em mentiras do alto escalão. Certamente que qualquer um que ler isso aqui vai pensar em “choro nintendista”, e se quer saber, é mesmo! Pode chamar de choro nintendista à vontade, eu deixo, não é como se eu não pudesse afortunar um PS4, Xbox One ou um PC potente pra jogar os jogos que a Ubisoft não lança no Wii U, mas o que importa é o meu desejo de não mais suportar essa companhia nem mesmo quando o jogo grita excelência.

Para vocês terem uma idéia, o estado atual da Ubisoft está tão calamitoso que a Forbes chamou a Ubisoft de “nova EA”, o mesmo site ainda listou alguns dos motivos que lhe renderam este carinhoso apelido. Pra quem não sabe, a EA (vulgo Electronic Arts) já foi eleita POR DUAS VEZES a pior companhia dos Estados Unidos, por ser constantemente pintada como uma vilã na indústria de jogos, a comparação existe por conta do quão ruim este ano foi ruim para a Ubisoft, os motivos estão entre Watch Dogs não corresponder ao hype que gerou e ainda ser acusado de “overdressing” na E3, respostas torpes a cerca de questões sobre Assasin’s Creed Unity como negar a presença de personagens feminindas por causa do trabalho extra com animação, a frame rate travada em 30 quadros por segundo para dar uma sensação cinematográfica ao jogo (argh! Não só essa idéia me deu arrepios como foi a tremenda de uma desculpa esfarrapada para a falta de empenho na parte técnica), como resultado, AC Unity chegou ao mercado cheio de problemas:

O vídeo acima faz eu me sentir em 2006 :v

E a parte mais divertida disso é que aparentemente os problemas técnicos do jogo o fizeram ter vendas decepcionantes, à ponto de as ações da Ubisoft terem queda de 5%, “não é grande coisa” você vai pensar, mas era algo que estava para acontecer.

O vinidouro FarCry 4 já causa temor entre os jogadores por conta de ele já estar no cronograma de sequências atuais da empresa, eu espero ver o mesmo acontecer com um possível Watch Dogs 2.

Ah sim, eu lembro de dar liberdade pra me acusarem de choro nintendista, mas vejam que até agora eu mal citei a Nintendo nestas últimas 410 palavras, agora sim vamos ao ponto que interessa para os leitores deste texto.

Todos que me conhecem sabem que boa parte da minha cisma com a Ubisoft atual está contra o seu presidente, Yves Guilemot, o mesmo homem que, em 2012, prometeu dar um extenso suporte ao então novo Wii U, veio, há alguns meses atrás, soltar a declaração de que Watch Dogs seria o último jogo maduro (leia-se classifição M da ESRB) para Wii U usando como justificativa as “vendas baixas” de ZombiU, o primeiro jogo da Ubisoft para o VIII geração da Nintendo e até hoje o jogo third-party de maior sucesso comercial da plataforma, só este último fato torna o argumento de vendas baixas questionável. Ok, ficaremos sem os jogos maduros, mas o que explica o recem-anunciado Monopoly ficar de fora do Wii U? Ou vai me dizer que é maduro também só por envolver dinheiro de verdade? Essa picuinha começou, na verdade, quando Rayman Legends perdeu a exclusividade do Wii U e foi vexaminosamente adiado em sete meses só para que as versões das outras plataformas ficassem prontas à tempo de um lançamento simultâneo, o game acabou tendo vendas igualmente ruins em todas as plataformas, mesmo a de Wii U sendo a de maior sucesso comercial. Ou seja, a Ubisoft está menosprezando o mercado que ela possui na audiência da Nintendo por achar que ele não existe. Por fim, eu acho idiota que uma produtora de jogos que acha que está fazendo jogos bons não se esforçe em querer que o maior número de pessoas joguem o seu jogo, eu recomendei Rayman Legends para um colega de trabalho que tinha Xbox, porque eu acho esse jogo bom, em vez disso, nós vemos uma companhia mais preocupada com o dinheiro do que com jogos de qualidade, mais preocupada em abusar de sequências do que em oferecer experiências de jogo satisfatórias, mais preocupada em maquiar anuncios e falar mentiras do que se empenhar e fazer um trabalho competente, a Ubisoft está, de fato, se transformando em uma nova EA!

Não queremos uma EA Ubisoft que lança sequências anuais de jogos que as pessoas não suportam mais, queremos a Ubisoft que faz jogos únicos e de qualidade como Rayman Legends, não queremos a Ubisoft que nega suporte a certos consoles e sim aquela que quer que o maior número de pessoas joguem seus jogos, não queremos a Ubisoft que se foca em Quantidade e sim aquela que se foca em Qualidade.

Anúncios

Um pensamento sobre “Onde está a verdadeira Ubisoft?

  1. A Ubisoft conseguiu decair de third party favorita a bosta irrelevante em menos de um ano. Gostava muito de Assassin’s Creed e o IV foi bacanudo, ainda. Só que não dá mais não.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s