Super FOG vs. Sonic Mania

Introdução: Há um ano atrás, quando esse jogo foi revelado, eu não sabia exatamente quais reações manifestar primeiro, nostalgia, euforia, um maremoto de expectaticas, algo que ninguém estava esperando surgindo em meio as comemorações do 25º aniversário da franquia Sonic The Hedgehog (onde também foi anunciado Sonic Forces) e que rapidamente se tornou o meu jogo mais esperado de 2017 e o que me prontificou a comprar um PS4 só para estar pronto para essa ocasião (porque eu gosto de consoles). Cada momento mágico, que só quem é fã de Sonic das antigas vai experimentar à cada estágio completado, os milhares de referências do passado da Sega espalhados por todos os cantos… Eu já estava com a fé muito forte nesse jogo, e quando eu finalmente o joguei por 8 horas ininterruptas no dia do seu lançamento eu posso vir aqui e concluir que Sonic Mania é o meu GOTY de 2017!! Melhor que BotW, melhor que NieR e até melhor que Super Mario Odyssey que só lança em outubro, hahahahahahahahah. Continuar a ler

Anúncios

Super FOG Vs. Sonic The Hedgehog 2

Primeiramente, Sonic Mania já foi lançado, estão se divertindo com o jogo? 🙂 Aguardem pelas minhas impressões no final dessa maratona.

Introdução: Ahhh… Sonic 2… como não olhar para esse jogo de uma forma que não seja nostalgica e puramente lúdica? Como falar de uma forma tão técnica e sisuda sobre o jogo mais importante da minha vida? (Sim! Mais importante que SMW ou qualquer jogo da Nintendo que você possa mencionar) Prefiro apenas pensar na sensação de honra que é analisar o jogo onde tudo começou para mim. Continuar a ler

Super FOG vs. Paper Mario: The Thousand-Year Door

Introdução: Se um dia eu tiver que procurar por um exemplo de algo que evoluiu do razoável para o perfeito, o jogo da análise a seguir será a primeira coisa que me virá à mente. Paper Mario: The Thousand-Year Door é uma evolução massiva de todos os conceitos aos quais fomos apresentados no jogo de Nintendo 64, mas também é algo a mais, é aquilo que fundou os princípios de Paper Mario dos quais muitos fãs, como eu, achamos que nunca deveriam ter sido largados nas sequências que viriam, então venham comigo enquanto eu lhes digo o que faz desse jogo uma obra tão fantástica. Continuar a ler

Super FOG vs. Super Mario World

Introdução: Chegamos ao fim dessa maratona celebrando os 30 do Super Mario Bros. original, e não há melhor maneira de encerrá-la escrevendo um review daquele que certamente foi o primeiro Mario de muitas pessoas, eu mesmo incluso.

Como eu disse antes, Super Mario Bros. 3 foi o Mario mais revolucionário de todos os tempos, porém pouco tempo depois, Mario faria sua incursão na geração dos 16-bits, como fazer uma revolução tão estrondosa como a anterior? A resposta está em uma só palavra: EXPANSÃO! Super Mario World, à grosso modo, expande tudo aquilo que Super Mario Bros. 3 fez certo multiplicando-o por centenas! E a melhor parte disso tudo é que Super Mario World foi o título de lançamento do Super Nintendo, nos dias de hoje quantos jogos de lançamento de consoles são conhecidos por sua excelência? Continuar a ler

Super FOG vs. Bayonetta 2

Introdução: Acredite ou não, Bayonetta 2 foi anunciado dois exatos anos antes de seu lançamento, e boa parte do seu desenvolvimento nesse período se manteve em segredo por bons espaços de tempo. Mas o que mais marcou em seu anuncio foi a exclusividade para o Wii U.
Anunciado em setembro de 2012 em uma apresentação da Nintendo sobre o lançamento do Wii U na época, o anuncio de Bayonetta 2 como título exclusivo do Wii U foi recebido com ondas e ondas de negativismo, raiva e insatisfação pelos fãs, uma vez que o primeiro jogo era um multiplataforma, e querem saber, eu compreendia tudo aquilo, era realmente frustrante não ter acesso a sequência de um jogo do qual você é fã por motivos que você se recusa a entender. No caso, o que houve é que a Platinum Games tentou buscar uma parceria com a Sega, a publisher do primeiro jogo, para fazerem a sequência, que, de acordo com Hideki Kamiya, estava sendo secretamente desenvolvida há um tempo, mas a Sega acabou negando a parceria e lhes indicou a Nintendo, por estarem trabalhando em um novo console, a Nintendo aceitou e custeou todos os gastos com desenvolvimento do jogo e consequentemente tornou-se a publisher da sequência. Em palavras simples, a Nintendo não pagou pela exclusividade e sim pela existência do jogo! A exclusividade foi como uma consequência do acordo.
Quanto à mim, eu estava completamente neutro quanto à tudo isso porque de início o jogo não me interessava nenhum pouco, mas depois que eu joguei aquela maravilha chamada The Wonderful 101 do começo ao fim, Bayo 2 ganhou uma certa prioridade na minha coleção, assim como eu vivi a expectativa de que relançassem o primeiro Bayonetta para Wii U (coisa que felizmente aconteceu) e acompanhei notícias sobre o jogo e comprei o meu o mais cedo possível. Continuar a ler

Super FOG vs. Super Smash Bros. Melee

Introdução: O review de hoje começa com esta obliterante abertura!

Entusiasmados com o surpreendente e inesperado sucesso do primeiro Super Smash Bros., o alto escalão da Nintendo fez questão de demandar uma sequência para o seu futuro lançamento de hardware na época, o GameCube, a equipe de Sakurai na HAL Laboratory aceitou o desafio, e os jogadores no dia 3 de dezembro de 2001 receberam bem mais do que uma mera sequência.
Super Smash Bros. Melee é APOTEÓTICO! Apoteótico não só por ser o jogo que elevou o nome de Masahiro Sakurai às alturas mas também por este jogo sozinho ter estabelecido alguns marcos bem relevantes. Foi o primeiro jogo da Nintendo a usar músicas orquestradas, o primeiro a usar animação em CG, para a sua abertura, o jogo mais vendido do GameCube desde o seu lançamento até o fim do ciclo do console fechando com cerca de 7 milhões de cópias. Melee foi concebido para superar não somente seu antecessor, mas também qualquer coisa que o N64 era capaz de fazer, foi um jogo feito para chamar a atenção, mas garanto que ele conseguiu ser mais expressivo do que nunca! Continuar a ler

Super FOG vs. The Wonderful 101

English version avaliable here: http://fog-br-2006.deviantart.com/journal/Super-FOG-vs-The-Wonderful-101-English-Version-411583666

Introdução: The Wonderful 101 é a nova IP da Nintendo para o Wii U em parceria com a Platinum Games,  criada por Hideki Kamiya, famoso por jogos como Resident Evil 2, Devil May Cry (o original), Viewtiful Joe, Okami e Bayonetta. O jogo te coloca no papel de um grupo de 100 super heróis com o objetivo de proteger a terra de alienígenas, parece clichê? Então que tal o fato de que para lutar com os invasores, os 100 super heróis literalmente se unem para atacar? Você poderá transformar seu grupo em punhos, espadas e armas gigantes para lutar contra os inimigos. Como uma fórmula dessas poderia dar certo? Bem, leia a análise e divirta-se. Continuar a ler